domingo, 22 de setembro de 2013

O Brasil e o Mundo em 2007: Cai avião da TAM em Congonhas, Renan Calheiros sucumbe à escândalo, Brasil coleta medalhas no Pan organizado em casa, Corinthians é rebaixado no Brasileiro e Pavarotti, ACM e Paulo Autran saem de cena

O Blog Contando a História prossegue relembrando o que foi notícia em 2007, aliás ano do surgimento do Blog de knunes que começava no UOL uma trajetória de sucesso.



A crise aérea que começou em 2006 prosseguiu em 30 de março com a greve geral dos controladores de voo e teve sue ápice em 17 de julho quando o Airbus A320 da TAM que fazia o voo 3054 ultrapassou a pista do Aeroporto de Congonhas e se chocar contra o depósito de cargas. O avião explodiu em chamas matando 199 pessoas no pior acidente aéreo da história do Brasil. As causas foram muitas: pista sem ranhuras, falha humana e falha nos freios. O caso gerou a demissão do ministro da defesa Waldir Pires. A crise aérea rendeu uma frase irônica da então ministra do Turismo Marta Suplicy: Relaxa e Goza.





Renan Calheiros foi o centro das atenções ao ser acusado de pagar despesas pessoais referentes à pagamento de pensões à jornalista Mônica Veloso. Numa sessão secreta, os senadores absolveram Renan que se licenciou mas renunciou no fim do ano. Mônica por sua vez viveu seus 15 minutos de fama posando nua para uma revista masculina.



Em outro escãndalo político, Joaquim Roriz renuncia ao mandato de senador. Em gravações telefônicas, Roriz discutia a partilha de mais de R$ 2 milhões sacados em uma agência bancária com o empresário Nenê Constantino. Ele não conseguiu explicar a origem do dinheiro e renunciou ao mandato.



Uma cratera de 100 metros de diâmetro foi aberta nas obras da Linha 4 do Metrô de São Paulo matando sete pessoas.



O menino João Hélio Fernandes de 6 anos é brutalmente morto e arrastado durante sete quilômetros por bandidos que roubaram o carro de sua mãe. O crime choca a sociedade.

Mais um caso de massacre em colégio americano. No dia 16 de abril um atirador solitário invade a Universidade Virginia Tech matando 32 pessoas.



Hugo Chávez aprontou das suas. O presidente venezuelano colecionou derrotas, como a rejeição em referendo sobre a reforma política, fechou a RCTV, mas acabou tomando um Porque não te callas do Rei da Espanha Juan Carlos.



Por muito pouco o Brasil não ganha o concurso de Miss Universo, mas a mineira Natália Guimarães ganhou seu lugar no coração dos brasileiros.

A Record ultrapassa o SBT e se torna a vice líder de audiência no Ibope atrás apenas da Rede Globo.







Com gastos exagerados, o Rio de Janeiro organizou os Jogos Pan Americanos de 2007 e o Brasil brilhou terminando em terceiro lugar com 52 medalhas de ouro e 157 no total.







Na Fórmula 1 o finlandês Kimi Raikkonen se tornou campeão num final surpreendente com a vitória no Grande Prêmio do Brasil, quando tudo levava a crer que o campeão seria Lewis Hamilton. O brasileiro Felipe Massa venceu quatro corridas, mas erros cometidos pela Ferrari impediram o brasileiro disputar o título até o fim.









Com quatro rodadas de antecipação o São Paulo foi o campeão brasileiro de 2007, quinto título do tricolor. O campeonato de 2007 marcou a arrancada do Flamengo que saiu da zona de rebaixamento para terminar em terceiro lugar e o rebaixamento do Corinthians que convive com denúncias de lavagem de dinheiro pela MSI e em campo com um time limitado e fraco cai para a Série B.















As perdas de 2007 foram: o tenor italiano Luciano Pavarotti, o ator Paulo Autran, o mímico francês Marcel Marceau, a premiê do Paquistão Benazir Bhutto, o político baiano Antonio Carlos Magalhães, ou ACM, o cineasta Michelangelo Antognoni, o diretor Herval Rossano, o político Enéas Carneiro que ficou famoso com o bordão Meu Nome é Enéas, a nadadora Maria Lenk, a atriz Nair Bello e o ex- presidente da Rússia Bóris Yeltsin.

Em breve os fatos mais marcantes de 2008.

sábado, 21 de setembro de 2013

O Brasil e o Mundo em 2006: Aviação brasileira mergulha no caos, Lula se reelege apesar dos aloprados, YouTube revoluciona a TV, Brasil perde Copa com time pra esquecer e ano de adeus à Telê, Bussunda, Pinochet e Raul Cortez

O Blog Contando a História relembra hoje os principais acontecimentos de 2006.





2006 ficará marcado como o ano em que a aviação ficou perdida no mato sem cachorro. Nesse ano notícias ruins afetaram o setor. A Varig, a maior companha aérea do Brasil entra em grave crise financeira que culmina com a venda do ativo para a Varig Logística. Muitos funcionários foram demitidos e os voos internacionais foram suspensos. A Varig foi comprada pela Gol em 2007.



No dia 29 de setembro um avião Boeing da Gol se choca com um jato Legacy que fazia a rota entre Brasília e Manaus. Com o impacto o avião foi perdendo velocidade e caiu matando os 154 ocupantes. Logo depois um colapso no setor paralisou a aviação e entre novembro e dezembro houve caos nos aeroportos, voos foram atrasados e a crise só foi controlada em 2007.



Duas semanas antes da eleição integrantes do PT foram presos em São Paulo ao tentar comprar um dossiê contra José Serra, então candidato a governador do estado. O caso gerou um comentário do presidente Lula ao dizer que aquilo era obra de um bando de aloprados, mas não era. Uma foto emblemática apareceu: uma pilha de dinheiro na sede da Polícia Federal em foto divulgada pela imprensa com o R$ 1 milhão que seria usado para comprar o dossiê.





Diante disso a eleição foi para o segundo turno e Lula foi reeleito no segundo turno vencendo o candidato tucano Geraldo Alckmin.





Uma cidade sob o símbolo do medo, assim foi São Paulo que em quatro dias de maio foi palco de cenas de violência comandadas pelo PCC. Os ataques se espalharam por outros estados e a repercussão foi gigantesca, ainda mais com o sensacionalismo da imprensa gerando pânico à população. O país foi apresentado à figura de Marcos Herbas Camacho, o Marcola, líder do movimento. Em agosto um grupo sequestrou o jornalista da TV Globo Guilherme Portanova que foi libertado em seguida.



Integrantes do Movimento de Libertação dos Sem Terra depredaram o Congresso Nacional num ato de vandalismo exagerado.



Caricaturas sobre o profeta Maomé publicadas em jornais dinamarqueses geram uma onda de violência nos países muçulmanos.



Marcos Pontes se tornou o primeiro astronauta brasileiro a subir para o espaço quando integrou a equipe da missão da nave russa Soyuz.

Na Bolívia Evo Morales decreta a nacionalização dos hidrocarbonetos (gás natural) e petróleo fazendo com que tropas do seu exército ocupem a sede da Petrobras.



Fidel Castro delega os poderes e funções à seu irmão Raul Castro, num evidente sinal de que deixaria o poder em Cuba, fato que ocorreu em 2008.





Saddam Hussein é sentenciado a morte por enforcamento e em 30 de dezembro é executado em Bagdá colocando fim à uma vida de tiranias no Iraque.



Uma nova forma de assistir TV, assim o You Tube cai no gosto popular e revoluciona a forma de ver TV, na tela do computador o internauta pode assistir vídeos diversos e vira mania mundial.





Badalação em Weggis, falta de comprometimento e futebol pobre, A seleção brasileira escreve na Alemanha uma das páginas mais tristes do nosso futebol com uma seleção que prometia. Apontada como grande favorita ao título a seleção de Parreira contava com o quadrado mágico formado por Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Adriano Imperador e Ronaldo Nazário, só que a magia não se traduziu em campo. Fora de forma o Fenômeno marcou três gols que o fizeram o maior artilheiro das Copas, Kaká se destacava no Milan assim como Ronaldinho Gaúcho no Barcelona e Adriano fazia seus gols, mas na hora do vamos ver nada deu certo. Apesar de vitórias inconvincentes na primeira fase o time passou por Gana com certa dificuldade, mas nas quartas de final paramos num velho conhecido. Zinedine Zidane fez o que R10 não fazia na seleção e foi decisivo ao cruzar para o gol de Thierry Henry, gol que desclassificou uma seleção que chegou a ser comparada com a de 1970, mas acabou esquecida.





No fim a festa foi da Itália que se sagrou tetracampeã derrotando a França de Zidane nos pênaltis. Zizou encerrou de forma triste uma brilhante carreira ao dar uma cabeçada em Marco Materazzi sendo expulso. A seleção italiana superou o escândalo da manipulação de resultados e conquistou o título.







Fernando Alonso se sagra bicampeão mundial de Fórmula 1 vencendo duelo com Michael Schumacher que decide se retirar das pistas pela primeira vez. Felipe Massa em seu primeiro ano com a Ferrari vence duas corridas, na Turquia e no Brasil com macacão verde amarelo vence em casa depois de 13 anos de jejum de vitórias brasileiras em Interlagos.





O Brasileirão de 2006 passa a ser disputado por 20 times e o São Paulo inicia uma era de ouro com a conquista do tetracampeonato brasileiro sempre dirigido por Muricy Ramalho.





O Internacional se torna o dono do mundo ao conquistar o Mundial de Clubes vencendo o todo poderoso Barcelona de Ronaldinho Gaúcho. O herói da conquista foi Adriano Gabiru.

















Em 2006 nos despedimos de Telê Santana, o mestre do futebol arte, mas injustiçado em 82, o humor ficou menos sem graça com a morte do humorista Bussunda, um dos melhores da nova geração à frente do Casseta e Planeta, ficamos sem o talento de dois geniais atores: Gianfrancesco Guarnieri e Raul Cortez, o ditador Augusto Pinochet que governou com mãos de ferro o Chile, o ex jogador de futebol húngaro Puskas, o narrador Fiori Gigliotti, o palhaço Carequinha e o cantor James Brown.

Em breve os fatos mais marcantes de 2007.