quinta-feira, 29 de agosto de 2013

O Brasil e o Mundo em 1994: Um ano inesquecível onde perdemos Senna e Tom Jobim mas ganhamos moeda nova e o tão sonhado tetra

O Blog Contando a História viaja até 1994 para relembrar um ano inesquecível para os brasileiros, um ano em que perdemos dois gênios, ganhamos uma nova moeda mais forte e trouxemos a taça tão cobiçada pra casa.










Depois de seis sucessivas trocas de moedas e cortes de zeros, o Brasil ganha em 1º de julho sua nova moeda, o real. A moeda estável fez com que a tão temida inflação fosse debelada graças ao sucesso do Plano Real. Implantada no governo Itamar Franco, a nova moeda ajudou a eleger Fernando Henrique Cardoso presidente em primeiro turno. O novo presidente era então ministro da Fazenda quando implantou a URV (Unidade real de Valor) que vigorou até o dia 30 de junho quando a URV virou fator de conversão do Real. 1 URV = CR$ 2.750,00.



Bem antes da eleição, uma gafe quase pôs tudo a perder. Num conversa captada pelas parabólicas, o então ministro da Fazenda Rubens Ricúpero em entrevista ao jornalista Carlos Monforte fala que não tinha escrúpulos. A gravação repercutiu imediatamente na mídia, mas não interferiu em nada, devido á renúncia do mesmo.






No seu último ano de governo, o presidente Itamar começou o ano aparecendo no carnaval ao lado da modelo Lilian Ramos: um detalhe, ela foi fotografada sem calcinha. No final do ano o presidente passou a namorar com a professora June Drummond e seu governo terminou bem avaliado graças ao Plano Real.



A África do Sul em festa com a posse de Nelson Mandela, o primeiro presidente negro da história do país assume o poder.



Em 18 de julho um ataque à sede da Associação Mutualista Israelita Argentina deixa 83 pessoas mortas e 300 feridas.



Um desenho animado japonês vira mania nacional. O anime Os Cavaleiros do Zodíaco conquista grande audiência para a Rede Manchete e as crianças acompanham a saga de Seiya e os Cavaleiros de Bronze.













A FIA decide acabar com a eletrônica e os carros do mundial de 1994 da Fórmula 1 ficaram instáveis. Sem a eletrônica, a intenção inicial era ter as corridas sendo disputadas no braço. Ayrton Senna estreava na Williams e era o favorito absoluto para a conquista do título mundial, só que o carro FW 16 não rendia o esperado e Senna abandonou as duas primeiras corridas que foram vencidas por Michael Schumacher.

O circo da Fórmula 1 chegava em Ímola, na Itália para a disputa do terceiro Grande Prêmio do ano, só que a pista se transformou em cenário de uma carnificina. Foi o mais triste fim de semana da história da categoria. Tudo começou em 29 de abril com o acidente de Rubens Barrichello que bateu na proteção de pneus na Variante baixa e teve um corte no nariz.

No dia seguinte acontece o pior. O austriaco Roland Ratzenberger morre durante os treinos ao bater na curva Villeneuve, mas a FIA esconde tudo fingndo atendimento ao piloto que morreu na pista. O acidente deixou todos transtornados. Senna então lidera um movimento de pilotos pedindo mais segurança, só que o banho de sangue continuaria. No dia 1º de maio na sétima volta da prova Senna lidera e entra na Tamburello, só que a barra de direção quebra no meio da reta e Senna passa reto. Desgovernada, a Williams bate violentamente contra o muro da Tamburello a mais de 200 km/h. A barra de direção se rompe e o braço da suspensão atinge a área entre a viseira e a borracha de proteção do capacete causando os ferimentos fatais. Senna foi levado ao Hospital Maggiore onde faleceu quatro horas depois. Era o desfecho de um dos finais de semana mais trágicos de todos os tempos.



Enterro de Ayrton Senna em 1994 (Foto: Wilson Pedrosa / Agência Estado)





Os funerais em São Paulo reúnem mais de 1 milhão de pessoas. Pilotos e ex pilotos carregaram o caixão com o corpo do piloto que morria aos 34 anos. 161 GPS, três títulos mundiais e 41 vitórias. Um currículo impressionante em dez anos de carreira na Fórmula 1.



Sem Senna a Fórmula 1 inicia uma nova era, a Era Schummy. Foi o começo da dinastia alemã na categoria. Michael Schumacher conquistava o primeiro de sete títulos mundiais numa manobra discutível em cima de Damon Hill na Austrália.





Taffarel defendeu a cobrança de Massaro na final entre Brasil e Itália













Dois meses depois o Brasil chorava de alegria. Foi uma campanha sofrida, gloriosa com final feliz. Depois de 24 anos o Brasil conquistava o tão cobiçado tetracampeonato mundial. Tendo como técnico o teimoso Carlos Alberto Parreira, coube à Romário liderar a equipe na conquista. O baixinho marcou cinco gols, decisivos e Bebeto marcou outros três. A campanha na primeira fase foi tranquila com vitórias contra Rússia e Camarões e empate contra a Suécia. Na partida contra os Estados Unidos o sufoco com um a menos e o gol salvador de Bebeto, na partida contra a Holanda o show da dupla Bebeto e Romário com direito à embala neném. A final em 17 de julho foi contra a Itália e valia a primazia de ser o primeiro tetracampeão da história. O Brasil tinha melhor preparo físico enquanto que a Itália tinha seu melhor jogador totalmente sem condições de jogar, mas o time brasileiro não soube aproveitar as chances. Depois de 120 minutos de uma batalha a decisão foi para os pênaltis e o Brasil brilhou com Taffarel pegando a cobrança de Massaro e a cobrança final foi de Roberto Baggio que chuta pra fora. Brasil tetracampeão. A Taça Fifa foi erguida por Dunga e claro não podia faltar a homenagem à Ayrton Senna.



Outra importante conquista esportiva de 94 foi no basquete feminino. A seleção feminina da dupla Paula e Hortência conquista na Austrália o título mundial inédito coroando uma carreira de sucesso.



O Palmeiras foi o campeão brasileiro de 94 depois de uma final tensa contra o Corinthians. O time de Luxemburgo conquistava seu segundo título seguido de Brasileirão.



Ele foi considerado o maior expoente da MPB e foi um dos criadores do movimento da Bossa Nova. Tom Jobim, maestro, compositor, intérprete e poeta deixa a MPB vazia em 8 de dezembro quando morre em Nova York.













O ano ainda teve as mortes de Kurt Cobain, líder da banda Nirvana, do jogador Dener, promessa de craque, do ex-presidente americano Richard Nixon que renunciou diante do escândalo de Watergate, o humorista Mussum dos Trapalhões, do poeta Mário Quintana e do empresário Pedro Collor de Mello que denunciou o irmão e trouxe à tona o esquema PC Farias que foram fundamentais para o impeachment de Fernando Collor.

Em breve os fatos mais marcantes de 1995.

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

O Brasil e o Mundo em 1993: CPI revela anões do Orçamento, duas chacinas envergonham os cariocas, Romário classifca o Brasil pra Copa e Palmeiras volta a ganhar títulos

O Blog Contando a História volta a acionar a máquina do tempo parando no ano de 1993.





Um ano depois da faxina que levou o impeachment de Fernando Collor, um novo escândalo político abalou o Brasil. Desta vez o escândalo do orçamento levou a descoberta dos anões. José Carlos Alves dos Santos, economista denunciou o esquema. Ele também estava envolvido no misterioso desaparecimento de Ana Elizabeth Lofrano. A partir daí uma CPI foi criada para apurar o esquema. José Carlos acabaria preso e em sua casa foi encontrada uma mala com US$ 600 mil e em 28 de novembro dois cúmplices confessaram que mataram Ana Elizabeth a golpes de picareta, a mando de José Carlos que foi condenado a 20 anos de prisão. A CPI do Orçamento condenou 18 envolvidos, entre eles o ex- deputado João Alves , o chefe do esquema e autor de uma frase irônica, ao confessar como ficou rico: Deus me ajudou e ganhei dinheiro, quando ganhou mais de 200 vezes na loteria. Outro nome envolvido foi de Ibsen Pinheiro, então presidente da Câmara dos Deputados e que conduziu o processo de impeachment de Collor no ano anterior, acusado de movimentar contas de US$ 1 milhão. O relatório final apresentado em janeiro de 1994 teve quatro parlamentares que renunciaram ao mandato, seis cassados e oito absolvidos.



O Plebiscito realizado em 21 de abril sobre a forma e o sistema de governo determinado pela Constituição acabou mantendo a república presidencialista. Outras opções eram a forma de governo parlamentarista onde quem governaria era o primeiro ministro e até quem defendia a ideia de volta da monarquia onde o rei governaria o país foram outras opções, mas prevaleceu mesmo a vontade da maioria.



Um ano depois do Impeachment os dois principais personagens tiveram problemas: Depois de uma reaparição em Londres, Paulo César Farias era localizado na Tailândia e extraditado ao país, mas ele acabou não falando nada, já Fernando Collor tentou recuperar no Supremo os direitos políticos que foram cassados no Senado, nada feito.



Depois de sete anos o Fusca voltava a ser fabricado. Ressuscitado pelo presidente Itamar Franco o Fusca acabou encalhando nas vendas deixando de ser fabricado definitivamente em 1996.



O Cruzeiro perdia três zeros e passou a se chamar Cruzeiro Real, mais uma mudança de moeda, a última antes do Plano Real.



Idealizada por Herbert de Souza, o Betinho o país se solidariza através da Campanha contra a Fome que recolhe mais de 30 mil toneladas de alimentos.





Um ano violento para o Rio, palco de duas chacinas que chocaram a sociedade. A primeira delas foi a Chacina da Candelária quando seis menores e dois moradores de rua foram assassinados por policiais militares. Os três PMs acusados pela matança foram condenados, mas estão em liberdade. Um dos sobreviventes, Sandro do Nascimento participaria em 2000 do sequestro do ônibus 174. Na madrugada de 30 de agosto uma nova chacina abala o país. Foi na favela de Vigário Geral. Como vingança pelo assassinato de quatro policiais, um grupo de 36 homens encapuzados resolveu se vingar matando 21 moradores inocentes com armamento pesado. Dois meses depois do crime os policiais envolvidos foram expulsos da corporação.



Num ato de coragem 14 bicheiros foram condenados à prisão pela Juíza Denise Frossard numa sentença histórica.



Um grupo de garimpeiros matou 30 índios ianomâmis, entre eles 10 crianças num crime que chocou os ambientalistas do mundo.



No Mundo um fato histórico. O aperto de mão entre dois inimigos históricos: Israel e Palestina selava mais um acordo de paz dando aos palestinos o controle dos territórios ocupados.Na Rússia Bóris Yeltsin superou uma tentativa de golpe da oposição, mas surgiu um opositor que só fez barulho: o ultranacionalista Vladmir Jirinovsky que prometia ressuscitar a União Soviética.



O fim de uma era: Três tiros puseram fim ao reinado do traficante Pablo Escobar, líder do Cartel de Medellín, na Colômbia. Ele era o traficante mais procurado do mundo.



Em Waco, no Texas a seita Ramo Davidiano de David Koresh resistiu o quanto pode à ação da policia e a casa em que estavam foi incendiada matando todos os seus ocupantes. Tá aí a prova concreta de fanatismo religioso levado às alturas.





O Brasil entra pra valer na rota dos shows milionários. Dois astros da música vem ao país para realizar shows por aqui. Em outubro Michael Jackson vem ao país para dois shows no estádio do Morumbi. Durante sua passagem a comitiva do cantor atropelou o garoto Márcio de Paula. Já Madonna arriscou algumas palavras em português e vestiu a camisa do Flamengo durante a turnê The Girlie Show.



A dinomania, a febre dos dinossauros assolou o mundo em 93 graças ao filme Jurassic park - Parque dos Dinossauros de Steven Spielberg.



Num depoimento emocionante, a atriz Sandra Bréa admite ter contraído o vírus da AIDS. Ela morreria em 2000.



Um ano depois de ganhar a medalha de ouro em Barcelona a geração de ouro do vôlei conquista a Liga Mundial pela primeira vez.














Depois de começar mal as eliminatórias inclusive perdendo para a Bolívia na temida altitude de La Paz o Brasil virou o jogo, se recuperou e no último jogo o baixinho Romário esqueceu as rixas com Parreira e Zagallo e com dois gols contra o Uruguai colocava o Brasil na Copa do Mundo dos Estados Unidos e enterrando definitivamente os fantasmas de 50.





O São Paulo conquistava o bicampeonato da Libertadores e o bicampeonato mundial de clubes coroando Telê Santana que enterra de vez a fama de pé frio. Nas duas conquistas o destaque foi Toninho Cerezo que com fôlego de jovem comandou o time.









O Palmeiras voltou a ganhar títulos importantes. O primeiro deles foi o Campeonato Paulista depois de 17 anos de fila com direito á goleada sobre o rival Corinthians, seis meses depois o Campeonato Brasileiro depois de 20 anos numa final com o surpreendente Vitória. Sob o comando de Vanderlei Luxemburgo o Verdão tinha um forte patrocínio da Parmalat e um timaço com jogadores como Zinho, Roberto Carlos, Evair, Mazinho e Edílson.













Na Fórmula 1 o título foi de Alain Prost, mas quem deu seu show foi Ayrton Senna. No seu último ano pela McLaren, Senna fez duas corridas mágicas. No Grande Prêmio do Brasil uma vitória que veio com a ajuda dos céus. Choveu em Interlagos e o dilúvio tirou Prost da prova. Em Donington uma primeira volta inesquecível reforçou a ideia do mito. Uma sequência sensacional de ultrapassagens e uma vitória com toque de gênio, no fim do ano vem o convite da Williams. Estava formada uma parceria que renderia títulos, renderia se não fosse a Tamburello... Na Fórmula Indy o Leão Inglês Nigel Mansell conquista o título e o destaque fica por conta da segunda vitória de Emerson Fittipaldi em Indianápolis.














1993 marcou o ponto final da carreira de Grande Otelo, ator que incorporou Macunaíma e fez dupla inesquecível com Oscarito, a atriz Audrey Hepburn, o jornalista Carlos Castelo Branco que assinava coluna diária no Jornal do Brasil, o autor de novelas Cassiano Gabus Mendes, o polonês Albert Sabin, criador da vacina que combateu a poliomielite, o bailarino e coreógrafo Rudolf Nureyev, os atores Armando Bogus, Milton Moraes, Tião Macalé, Carlos Augusto Strazzer e Felipe Pinheiro, o ator norte americano River Phoenix e o cineasta Federico Fellini.

Em breve os fatos que marcaram 1994.